Antes de começar a preencher a declaração do IR, os especialistas recomendam, em primeiro lugar, analisar qual o modelo mais apropriado. Quem optar pela declaração simplificada, por exemplo, não precisa apresentar nenhum documento para dedução do imposto. “São deduzidos 20% dos rendimentos tributáveis”, explica Heloísa Harumi Motoki, consultora tributária da Confirp Consultoria Contábil.

Já na declaração completa, o contribuinte faz todas as deduções permitidas por lei. Para saber qual é a melhor opção é preciso comparar o total de deduções legais com o correspondente a 20% dos rendimentos tributáveis. “A conta que totalizar um valor maior de dedução é a que corresponde a um valor mais alto de restituição”, explica Motoki.

São várias deduções que podem ser feitas pelo contribuinte, dentre as quais a consultora da Confirp cita despesas com educação; despesas médicas; pensão alimentícia; previdência privada (em alguns casos); doações para conselhos municipais, estaduais e nacional em prol do Estatuto da Criança e do Adolescente; e doações feitas para o incentivo à cultura ou à atividade audiovisual.

“Neste ano a preocupação com os gastos de saúde devem ser maiores na declaração completa, pois, a Receita criou a DMED, que será uma ferramenta de cruzamento das informações passadas pelo contribuinte”, alerta Heloisa Motoki.

Nem todas as despesas, entretanto, podem ser abatidas na declaração. “O que for reembolsado por plano de saúde não pode entrar no rol de deduções do IR. Além disso, gastos com curso de inglês, por exemplo, não são considerados despesas com educação”, afirma a gerente da Confirp.

Para 2011 ocorrerá o aumento do limite para a declaração. Em 2010, precisou declarar o imposto quem recebeu acima de R$ 17.215,08 em 2009, já para a próxima o limite saltou para R$ 22.487,25. “Com isso ocorrerá uma melhor seleção dos contribuintes que declaram. Outra novidade é que será extinta a entrega da declaração em papel, contudo, a porcentagem de declarações deste tipo já era irrisória”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *