Hoje um dos temas da moda é o orçamento familiar, com a divulgação maciça de informações sobre o assunto, mas, esta não é a única forma importante de tratar o dinheiro, sendo interessante para o empresário um orçamento empresarial.

CTA-SEJA_NOSSO_CLIENTE-4

 

Uma outra é o orçamento empresarial, que é uma ferramenta muito útil para o sucesso de qualquer organização. Ele tem seu início nos objetivos que a organização almeja alcançar, passando pela análise dos pontos fortes e das limitações deste tipo de empresa.

Sempre buscando alocar da maneira mais eficiente os recursos para aproveitar as oportunidades identificadas no meio ambiente, trazendo um retorno satisfatório para os recursos empregados pela empresa.
Para explicar um pouco mais sobre este tema veja algumas perguntas e respostas:

Gestão in Foco – O orçamento empresarial é uma ferramenta muito importante para o sucesso de qualquer organização, no que consiste essa ferramenta?

Além de orçamento empresarial, outro termo regularmente utilizado para o tema, provindo de traduções e interpretações, é a palavra budget. Ele tem origem na necessidade da organização de planejar as ações da empresa para o próximo exercício e consiste em uma ferramenta de gestão cuja finalidade é prever quais os resultados a serem gerados pela empresa. Com base nessa ferramenta é que a administração tomará as decisões de investimentos, liberação de verbas e definição de metas, todas tendo o mesmo objetivo: cumprir o orçamento.

GF – Quais são as fases do orçamento empresarial? Quando isso deve ter início?

A empresa deve ter em foco dois tipos de orçamento empresarial a serem considerados: um do próximo exercício e outro para um período maior (como, por exemplo, cinco anos), que pode-se chamar de orçamento empresarial. O orçamento para o próximo exercício deve ter início alguns meses antes do início do exercício, sendo recomendado no mínimo a partir de três meses, e é esse que envolverá toda a organização. O orçamento empresarial também deve ser revisto anualmente, mas este poderá ser feito exclusivamente pela controladoria e tem como objetivo refletir as metas de longo prazo da empresa. É esse orçamento que será a base inicial de cada orçamento anual a ser preparado em cada exercício. As principais fases de um orçamento são: planejamento, coleta de informações, consolidação, discussão com os envolvidos, implantação e controle.

GF – O processo de implementação é complexo? Como deve ser feito?

A elaboração de um orçamento empresarial deve ser detalhada e participativa. Todos os departamentos de uma organização devem participar ativamente na sua elaboração, sendo recomendada a discussão dos objetivos com a participação de todos os níveis hierárquicos da empresa, buscando integrar e comprometer os colaboradores, pois serão eles os responsáveis pelos resultados almejados. Baseando-se no orçamento empresarial (visão de longo prazo), em uma relação de hipóteses a que a empresa está sujeita e em uma linha mestra de metas, previamente definida pela administração, todos os departamentos deverão fornecer os seus dados de previsão:

a)                 o departamento comercial deve fornecer o orçamento do volume de vendas;

b)                 a diretoria de fábrica deve fornecer o orçamento da produção;

c)                 a controladoria os custos da produção, administrativos e com vendas, etc.

Com base nessas informações, a controladoria elaborará um orçamento de todas as receitas, gastos, investimentos necessários, captação de recursos e resultados. Um fator importante a ser considerado nesse momento, é que todas as informações devem ser consistentes, ou seja, proporcionais entre si. No entanto, um orçamento está fadado ao insucesso se não atentar-se aos seguintes aspectos:

1)                 Deve ser realista, apresentado objetivos que sejam desafiadores e motivadores, e que dentro da visão da empresa, sejam factíveis de serem alcançados.

2)                 É necessário detalhar por meio de metas cada uma das etapas do orçamento: Quem é o responsável? Como será feito? Quando?

3)                 Deve-se envolver os colaboradores chaves no processo de preparação do orçamento e no processo de metas e de controles do mesmo. Ele deve ser participativo do início ao fim.

4)                 Não há finalidade ou benefício na utilização dessa ferramenta se a empresa não tiver condições de monitorar o seu cumprimento, mediante o comparativo do orçado versus o realizado, buscando justificativas para as variações.

GF – Como fazer com que haja uma discussão dos objetivos em todos os níveis hierárquicos da organização

A melhor maneira de envolver todos os departamentos na discussão do orçamento é mediante a conscientização quanto a importância do orçamento no futuro da organização, no controle dos gastos, na medição do desempenho e no estabelecimento de metas e planejamentos. A utilização da fase de discussão do orçamento, antes de sua implantação, é fundamental para o envolvimento de todos na organização. Ela deve ser efetuada após a coleta das informações e de sua consolidação e será responsável pelo comprometimento de todos. É importante que um orçamento não seja imposto, mas sim aceito por todos que possuem responsabilidade pelo seu planejamento e execução.

GF – Quais pontos mais importantes do orçamento empresarial e o seus reflexos ?

Na elaboração do orçamento deve-se atentar para alguns pontos chaves: como, por exemplo, a previsão de vendas, uma vez que é em função dessa variável que serão estimados o volume de produção, a necessidade de mão de obra, estoques, investimentos e outros gastos. Assim, na sua previsão devem ser considerados fatores internos (como capacidade produtiva) e externos (concorrentes, crescimento do mercado, variações de preços etc.). Uma das maiores falhas dos orçamentos é que após um processo rigoroso de elaboração eles são implementados e então, seus desempenhos posteriores são totalmente ignorados. Quando bem controlado, um orçamento pode resultar em melhor controle financeiro para a empresa, economia de gastos, manutenção dos níveis de endividamento, e em muitos casos na criação de uma cultura de controle.

GF – Quais os reflexos financeiros que esse tipo de ação trará para empresa?

Um orçamento empresarial tem por princípio prever os volumes de vendas, e consequentemente as quantidades necessárias de matéria-prima, bem como o momento de sua aquisição. Isso permite um melhor planejamento do departamento de suprimentos do momento da compra, assim como permite negociar contratos maiores, com entregas parciais, garantindo melhor preço e menos tempo de estocagem, além de ser possível planejar melhor os volumes de produção.

GF – Como comparar e ações diante o orçado X realizado?

O acompanhamento constante do orçamento empresarial é fundamental para evitar-se desvios de rotas ou a tomada de ações incorretas, esse processo visa garantir que as ações planejadas ainda são válidas, considerando-se as alterações sofridas pela empresa, pelo mercado e consequentemente nas premissas estabelecidas. O controler deve ser o guardião do orçamento, ele é o responsável por monitorar o seu cumprimento, mediante ferramentas sistêmicas que fornecem dados para comparar o orçado com o realizado. Quando se identificar que ocorreram alterações nas condições externas deve-se rever todas as demais premissas relacionadas. No entanto, para que esse trabalho seja possível é necessário que haja relação na forma como as informações são produzidas, de forma a permitir sua comparação. Por exemplo, se um orçamento é efetuado por centro de custo, os registros contábeis e financeiros deverão produzir informações por centro de custo, de forma a permitir sua comparabilidade.

GF – Existem empresas que fazem esse trabalho?

Sim, existem empresas que realizam esse trabalho e auxiliam na elaboração de ferramentas de controle e no planejamento e implantação de um orçamento. Porém, é importante ressaltar, que não há nenhum orçamento viável sem a efetiva participação de todas as áreas da empresa.

GF – Se no meio do período houver a mudança da situação projetada, como deve ser adequado o orçamento?

O orçamento serve como ferramenta de gestão, baseada em premissas, e, portanto, está sujeita as alterações das premissas e das características de mercado. Dessa forma, é necessário a revisão periódica dos itens que impactam o orçamento.

GF – É possível um plano de orçamento em pequenas empresas?

Toda empresa, independente do tamanho, precisa ter um orçamento. Como dizem: “não há vento favorável para navegar se você não sabe para que porto está indo”. O tamanho de uma empresa não é o limitador para ela elaborar um orçamento, e aliás, um orçamento, por mais simples que seja, servirá para garantir o crescimento sustentável da empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *