Dicas para fazer a declaração de Imposto de Renda na última hora

img - formação - preço - produto

A menos de 15 dias para o fim do prazo da entrega da declaração de Imposto de Renda, é o momento, se você ainda não fez, de correr atrás dos recibos para agilizar a entrega do documento à Receita Federal.

Afinal, quem não entregar até o dia 30 pagará, obrigatoriamente, multa de R$ 165,74 e a máxima é de 20% do imposto devido. Mas, lembra o diretor tributário da Confirp Consultoria Contábil, Welinton Mota, ainda dá tempo para fazer a declaração com calma analisando qual o melhor tipo: completa ou a simplificada.

Declaração completa é a qual podem ser utilizadas todas as deduções legais, desde que comprovadas, é interessante geralmente para quem tem dependentes, altos gastos médicos, com educação e previdência privada. Já a declaração simplificada é a qual se utiliza o desconto de 20% dos rendimentos tributáveis. Este desconto substitui todas as deduções legais da declaração completa. O contribuinte, ao preencher a declaração, já saberá qual a mais vantajosa, pois o próprio programa indica qual dará maior restituição.

Outro ponto positivo de realizar a declaração antes do prazo final é a calma para montagem do material, evitando erros e a necessidade de declaração retificadora.

Abaixo, leia pequeno check-list com os principais documentos que devem ser separados para a elaboração da declaração:

  • Rendas

a) Informes de rendimentos de instituições financeiras inclusive corretora de valores

b) Informes de rendimentos de salários, pró labore, distribuição de lucros, aposentadoria, pensão

c) Informes de rendimentos de aluguéis de bens móveis e imóveis recebidos de jurídicas

d) Informações e documentos de outras rendas percebidas no exercício, tais como rendimento de pensão alimentícia, doações, heranças recebida no ano, entre outras

e) Resumo mensal do livro caixa com memória de cálculo do carne leão

f) Darfs de carne leão;

g) Informe de rendimento de participação em programas fiscais (Nota Fiscal Paulista, Nota Fiscal Paulistana, dentre outras).

  •  Bens e direitos

a) Documentos comprobatórios de compra e venda de bens e direitos.

  • Dívidas e ônus

a) Informações e documentos de dívida e ônus contraídas e/ou pagas no período.

  • Renda variável

a) Controle de compra e venda de ações, inclusive com a apuração mensal de imposto

b) Darfs de Renda Variável

Nota: Indispensável para o cálculo do Imposto de Renda sobre Renda Variável

  • Informações gerais

a) Dados da Conta bancária para restituição ou débitos das cotas de imposto apurado

b) Nome, CPF, grau de parentesco dos dependentes e data de nascimento

c) Endereço atualizado

d) Cópia da última Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (completa) entregue

e) Atividade profissional exercida atualmente.

  • Pagamentos e doações efetuadas

a) Recibos de Pagamentos ou Informe de Rendimento de Plano ou seguro saúde (com CNPJ da empresa emissora e a indicação do paciente)

b) Despesas médicas e Odontológicas em geral (com CNPJ da empresa emissora ou CPF do profissional, com indicação do paciente)

c) Comprovantes de despesas com educação (com CNPJ da empresa emissora com a indicação do aluno)

d) Comprovante de pagamento de Previdência Social e privada (com CNPJ da empresa emissora)

e) Recibos de doações efetuadas

f) GPS (ano todo) e cópia da carteira profissional de empregado doméstico

g) Comprovantes oficiais de pagamento a candidato político ou partido político

Nota: Quando se tratar de declaração conjunta com dependentes (esposa, filhos, etc.) também é necessário a apresentação da relação acima referente a eles

Fonte – Zero Hora – http://wp.clicrbs.com.br/blogdabela/2013/04/16/dicas-para-fazer-a-declaracao-de-imposto-de-renda-na-ultima-hora/?topo=13,1,1,,,13

Deixe um comentário


Nome*

Email (não será publicado)*

Website

Seu comentário*

Enviar

Confip nas mídias sociais
TwitterFacebookYou Tube
Copyright © 2012 - Confirp - Todos os Direitos Reservados.
Criação de site by H2Web